Arm desafia Intel e AMD: marca quer conquistar metade do mercado de PCs até 2029

A Arm, conhecida por sua arquitetura de chips e processadores, está traçando planos ambiciosos para conquistar (pelo menos) metade do mercado de PCs com Windows até 2029.

Rene Haas, CEO da Arm, anunciou que espera ver um aumento significativo no uso de sua arquitetura especialmente após o lançamento do processador Snapdragon X Elite da Qualcomm, que já está presente em notebooks de empresas como Dell, Samsung e Acer.

Processadores Arm (Imagem: Divulgação)

Esse lançamento marca um ponto de virada para a popularização da arquitetura em notebooks. Este processador é atualmente utilizado em dispositivos de grandes marcas como Dell, Samsung e Acer, mostrando uma boa aceitação pelos fabricantes e pelo mercado.

Estratégia da Microsoft com Windows 11

A Microsoft também tem planos ambiciosos para o Windows 11 com a Arm, que após anos de investimento, começa a ganhar popularidade. A empresa está introduzindo a nova categoria Copilot Plus PC, que consiste em dispositivos capazes de rodar Inteligência Artificial diretamente no hardware, sem necessidade de conexão com a internet.

No momento, apenas dispositivos com os processadores Snapdragon X Plus e Snapdragon X Elite possuem este certificado, demonstrando a vantagem competitiva dos chips baseados em Arm.

Popularidade e eficiência energética

A arquitetura Arm, popularizada inicialmente em celulares e tablets, começou a se expandir para notebooks impulsionada pela Apple, que substituiu os processadores Intel em seus Macs por seus próprios chips baseados em Arm.

chipsets Arm vários
Processadores Arm (Imagem: Divulgação)

A eficiência energética é apontada como uma das principais vantagens, algo que a Microsoft está disposta a explorar para tornar o Windows uma plataforma mais amigável a essa arquitetura.

Em entrevista à Reuters, Haas afirmou: “A participação de mercado da Arm no Windows — acho que, realmente, nos próximos cinco anos — pode ser maior que 50%”. Este crescimento colocaria a Arm em concorrência direta com gigantes como Intel e AMD, que dominam o mercado de processadores com suas arquiteturas x86.

“A Microsoft está muito comprometida do ponto de vista de software”, afirmou Haas.

Se os planos se concretizarem, poderemos ver uma mudança significativa no cenário de hardware para computadores nos próximos anos.

VEJA TAMBÉM:

  • Alerta: criminosos criam sites falsos de antivírus populares para disseminar malwares

  • Utiliza algum desses termos populares como senha? Os hackers estão de olho

  • Windows Recall tem uma grande vulnerabilidade, aponta especialista

Close
Your custom text © Copyright 2024. All rights reserved.
Close